Autorizado início das obras de mais 1.472 apartamentos em áreas da Agehab no Conjunto Vera Cruz II

A parceria foi consolidada nesta quarta-feira pelo Governo de Goiás e Ministério das Cidades/Caixa, em ato de assinatura de autorização de início de obras no Conjunto Vera Cruz II, com as presenças do ministro Alexandre Baldy, presidente da Agehab, Cleomar Dutra, que representou o governador José Eliton, e representantes da Prefeitura de Goiânia.

 

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Ministério das Cidades e Caixa assinaram nesta quarta-feira (26/12) autorização para o início das obras de 1.472 apartamentos da segunda etapa do empreendimento Vera Cruz, em ato com a presença do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e do presidente da Agehab, Cleomar Dutra, que representou governador José Eliton. Além dos apartamentos, foram autorizadas a construção de duas unidades educacionais para atender a região.

O ato de assinatura aconteceu com a presença de moradores da região, na Praça da Feira do bairro, nas proximidades dos blocos de apartamentos do Residencial Nelson Mandela, denominado primeira etapa, que teve 1.616 apartamentos entregues este ano. O investimento do Estado na construção da primeira etapa foi superior a R$ 24 milhões. Na solenidade, o ministro Alexandre Baldy destacou a importância da parceria governo federal, estadual, município e Caixa para a realização do empreendimento. Segundo ele, a contrapartida do Governo de Goiás em Cheque Mais Moradia complementa os recursos para a execução da obra.

O presidente da Agehab, Cleomar Dutra, frisou que este ano já foram entregues mais de 7 mil moradias, resultado das parcerias consolidadas pelo Governo de Goiás. “Completamos este ano a entrega de 1.616 apartamentos da primeira etapa do Residencial Nelson Mandela, 1080 apartamentos do Jardins do Cerrado 10 e na última sexta-feira mais 832 apartamentos do Residencial Buriti Sereno, em Aparecida de Goiânia, isso apenas na região metropolitana. Estamos cumprindo a missão de levar moradias para as famílias que mais precisam”, salientou Dutra. Representando a Caixa, a superintendente da Regional Sul, Marise Fernandes, destacou que Goiás completou mais de 300 mil unidades habitacionais contratadas, em todas as faixas de renda, desde a criação em 2009 do programa Minha Casa Minha Vida.

Processo seletivo para as moradias

Para a construção dos apartamentos da segunda etapa serão destinados recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (governo federal) e do programa estadual Cheque Mais Moradia, totalizando investimento de R$ 143 milhões, dos quais R$ 22 milhões e 80 mil em contrapartida do Governo de Goiás. Também serão liberados pelo governo federal no pacote de investimentos R$ 7,3 milhões para construção de duas unidades educacionais. As áreas para construção do empreendimento pertencem à Agehab. Os 1.472 apartamentos vão ser distribuídos em 92 blocos, formando 20 condomínios. A construtora foi selecionada pela Agehab em janeiro último por meio de chamamento público.  A obra será executada pela Construtora Central do Brasil  (CCB).

As moradias vão atender famílias na faixa 1 de renda, com até R$ 1,8 mil. O processo seletivo para as moradias, segundo o presidente da Agehab, devem ocorrer ainda no primeiro semestre de 2019, com 40% das obras executadas. O prazo contratual da construtora para conclusão da obra é de 18 meses.

 

Unidades educacionais

Os recursos destinados à execução da obra contemplam também duas unidades educacionais para atender a região. Uma unidade será para atendimento a 940 crianças na faixa de 0 a cinco anos e a outra para 1.200 alunos do Ensino Fundamental e Médio.

Fotos de Sérgio Willian Godoy